5 freelancers que mudaram o mundo onde você vive

Muitas empresas – felizmente não são todas – olham para os freelancers com algum desprezo, considerando que estes profissionais não são parte da estrutura fundamental da empresa e, por isso, merecem menos atenção que os restantes trabalhadores.

Se você já sentiu que uma empresa ou um cliente não valorizam o seu trabalho, este texto vai levantar a sua moral em poucos minutos.

O site Hongkiat criou uma lista com aqueles que são os 5 freelas que mudaram o mundo e neste post eu trago para você essa mesma lista, acrescentando alguns fatos interessantes na vida de todos estes freelas. Como você poderá ver mais à frente, muitos destes freelancers acabaram por criar negócios que sobrevivem até hoje.

Apesar de ser um texto mais inspirador e menos educativo, o que foge um pouco àquilo que normalmente escrevemos aqui no blog, acredito que este post possa servir para levantar um pouco a moral de alguns freelas que atuam no Brasil e em Portugal.

Mas se você gosta de histórias inspiradoras, confira antes algumas das histórias que nós já demos a conhecer aqui na Escola Freelancer:

Vamos, finalmente, as cinco freelas que mudaram o mundo que você vive!

1. Ray Kroc – Vendas e Marketing

Roy Klarc

Acredite ou não: o criador do McDonald’s também já foi um freelancer de sucesso! Ele vendia máquinas de milk-shake (trabalhava como vendedor freelancer). Ele entrava em contato com clientes e reunia-se pessoalmente com eles.

Mas desengane-se quem pensa que o sucesso foi da noite para o dia. Kroc resume o seu sucesso desta forma: “Eu obtive sucesso da noite para o dia, mas essa mesma noite durou uns longos 30 anos”.

Mas o seu trabalho de freela começou quando ele tinha apenas 15 anos, mais propriamente quando ele trabalhou como condutor de uma ambulância. “Cuide do cliente e o negócio cuidará de si mesmo”, é a dica deixada por Ray Kroc.

2. Walt Disney – Fotógrafo e designer freelancer

Wal Disney a desenhar

A carreira freela do fundador do Walt Disney começou bem cedo. Aos 4 anos vendia desenhos a um vizinho seu. Aos 15 anos começou a desenhar cartoon’s para a sua própria escola. A sua vida de freelancer parecia ter chegado ao fim logo aos 16 anos, quando entrou para o exército, mas a sua curta experiência militar permitiu que continuasse a sua carreira de autônomo.

Ele continuou a trabalhar como condutor de uma ambulância. Mais tarde, voltou a apostar nos seus desenhos, vendendo os desenhos para jornais, revistas e livros. Como não conseguia ganhar muito dinheiro, acabou por trabalhar com algumas agências. Foi ai que conheceu Ubbe Iwerks. Os dois, em conjunto, abriram a Iwerks-Disney Commercial Artists. O negócio faliu passado pouco tempo.

Persistente, Walt Disney abriu a Laugh-O-Gram, que vendia desenhos que eram exibidos nos cinemas antes dos filmes.

Para ganhar mais dinheiro e conseguir rumar para Hollywood, Walt Disney foi fazendo alguns trabalhos como fotógrafo freelancer. Com ajuda desse trabalho e com algum dinheiro emprestado do seu irmão, ele conseguiu ir para Hollywood e construiu a Disney Brothers’ Studio.

Ebook - Ser Freelancer

3. Alfred Nobel – Designer Freelancer

Alfred Nobel

A criatividade era o nome do meio de Alfred Nobel. Conhecido por ter popularizado a dinamite, Alfred Nobel começou a interessar-se pela nitroglicerina após conhecer Ascanio Sobrero, o químico que inventou a fórmula para a dinamite.

Ele tentou tornar possível a venda desta substância, de forma a que a mesma fosse usada para a demolição de edifícios. Após várias vendas fracassadas, ele voltou para o seu estúdio e patenteou a invenção em 1867.

Durante toda a sua vida, Alfred Nobel foi dono de 315 patentes, desde fórmulas químicas, passando por eletrodomésticos e biologia. Ele foi responsável pelo design de praticamente todos os produtos que comercializou.

No seu testamento havia a indicação para a criação de uma fundação que premiasse anualmente as pessoas que mais tivessem contribuído para o desenvolvimento da Humanidade. Em 1900 foi criada a Fundação Nobel que atribuía cinco prémios em áreas distintas: Química, Física, Medicina, Literatura e Paz Mundial.

4. Ernest Hemingway – Escritor Freelancer

Ernest Hemingway

Ernest Hemingway é conhecido por ser um famoso escritor norte-americano, mas a sua vida nem sempre foi assim. A sua primeira experiência enquanto freelancer aconteceu ainda na sua juventude, quando enviava textos para o seu jornal da escola. Em 1916, ele conseguiu que um artigo seu fosse publicado pela primeira vez. Utilizou a pseudônimo de Ring Lardner Jr.

Aos 18 anos trabalhou como motorista de ambulâncias. Mais tarde, viria a ganhar o prêmio Nobel da literatura. Durante a sua carreira de motorista, ele quase foi atingido por uma bomba e esteve perto de perder as duas pernas. O acidente fez com que tivesse vontade de voltar a escrever em casa, regressando para a sua vida de escritor freelancer. Começou por escrever textos para o Toronto Star Weekly.

Mais tarde viria a escrever o seu primeiro livro: Três histórias e dez poemas. Acabou por suicidar-se em 1961.

5. Charles Dickens – Jornalista Freelancer

charles-dickens

Dickens é conhecido como um dos maiores romancistas de todos os tempos. Porém, a sua vida nem sempre foi repleta de sucessos. Aos 12 anos começou a viver sozinho, pois ambos os seus pais foram presos.

Ele passou a viver em casa de Elizabeth Roylance, uma amiga da família. Ele deixou a escola para trabalhar em uma fábrica, com o objetivo de ajudar a família a pagar as suas dívidas.

Para conseguir ter uma carreira digna, a sua única opção era tornar-se jornalista freelancer, algo que ele tinha visto Thomas Charlton, um membro da família, fazer durante vários anos. Aos 21 ele teve a sua primeira reportagem publicada. “Um Jantar no Poplar Walk” era o nome da reportagem e foi publicada na revista mensal London Periodical.

A partir de então, tornou-se um verdadeiro jornalista freelancer, viajando por toda a Grã-Bretanha  e relatando os debates parlamentares. Escrevia também como freelancer para o jornal Morning Chronicl.

The Pickwick Papers foi o seu primeiro romance e teve bastante sucesso, tendo vendido 40 mil exemplares, um volume extraordinário de vendas para aquela época.

Alguns anos mais tarde passou a trabalhar como editor de uma revista literária. Mas, secretamente, continuou a trabalhar como escritor freelancer e criou a personagem Oliver Twist, enquanto trabalhava para a revista.

O que podemos aprender com estas histórias?

Estes histórias inspiradoras permitem, em primeiro lugar, perceber que muitos destes freelancers começaram as suas carreiras quase por acaso. Porém, isso não foi um impeditivo para atingirem o sucesso. Por outro, estas histórias demonstram bem a persistência de cada um destes freelancers. Muitos deles não tiveram sucesso nas suas carreiras, mas persistiram e foram teimosos o suficiente até atingirem o sucesso.

Se você, por alguma razão já fracassou enquanto freelancer e pretende dar uma nova chance à sua carreira, confira a nossa palestra Como Iniciar a Carreira de Freelancer. Tenho a certeza que ela será um ponto de viragem do seu percurso profissional.

E você, o que achou destas histórias? Conhecia todos estes antigos freelancers?

Abraço,

Luciano Larrossa

Artigos
Relacionados

Comentários (3)

Gostou desse artigo?

Partilhar Comentar

  • João Nascimento

    Viva Luciano,

    mais um bom artigo. Qualquer dia são os nosso nomes que aparecem num artigo do gênero. ;)

    Cumprimentos,
    João Nascimento

    05/05/2014

    Responder
  • Petruska

    Curioso que três deles tenham dirigido ambulâncias...

    08/05/2014

    Responder
  • Mateus

    Preciso encontrar uma ambulância para dirigir... haha

    29/07/2014

    Responder

Deixe seu comentário

Seu Gravatar

Rede Escolas Plus

  • Psicologia

    Artigos sobre Psicologia, Motivação e muito mais, de uma forma prática e simples que lhe permitem melhorar a sua vida pessoal e profissional.

  • Criatividade

    Melhore a sua Criatividade através de tutoriais de desenvolvimento web, webdesign, dicas de inspiração, e muito mais.

  • WordPress

    Torne seu WordPress numa verdadeira máquina com nossos artigos, templates exclusivos, plugins e tutoriais totalmente em português.

  • Dinheiro

    Aprenda como ganhar dinheiro na internet com sites e blogs, usando anúncios do Google, Programas de Afiliados, Email Marketing e muito mais.

  • Apostas

    Gostava de ganhar dinheiro com seus palpites sobre esportes? Siga nossos tutoriais e dicas sobre como fazer apostas esportivas.