8 pontos que deve analisar antes de abandonar o seu emprego a tempo inteiro

Dizer que pretende iniciar a carreira de freelancer é uma atitude corajosa e que deixa qualquer um repleto de orgulho. Por norma, as pessoas dizem que estão insatisfeitas com o seu emprego atual, que pretendem ter tempo para elas mesmas ou mesmo que querem poder aumentar os seus rendimentos conforme trabalham e por isso estão iniciando a sua carreira de freela. Motivos comuns, mas que pecam por insuficientes. Ainda há pouco tempo, encontrei um estudo que falava sobre os três principais motivos que levam uma pessoa a empreender. Esses mesmos motivos eram: Glamour, possibilidade de trabalhar menos não tendo de cumprir horários e o fato de não estar satisfeito com a sua situação atual na empresa. E é sobre este último ponto que vamos falar no artigo de hoje.

Se por um lado é compreensível que esteja insatisfeito com o seu trabalho atual, por outro é necessário perceber se essa insatisfação é temporal ou definitiva. Você já não está gostando do que faz na sua vida? Ou o problema está relacionado com os seus colegas de trabalho? E esse será motivo para começar o seu próprio negócio? É necessário encontrar a resposta a todas estas perguntas para perceber se realmente está na hora de abandonar o seu emprego a tempo inteiro. Mas para ajudá-lo, hoje vamos falar sobre os 8 pontos que você deve analisar antes de pensar em abandonar o seu emprego a tempo inteiro. No final, esperamos que você seja capaz de perceber se deve continuar num trabalho normal e so pode arriscar no seu emprego de freelancer.

1. SITUAÇÃO TEMPORAL OU DEFINITIVA?

Já falamos sobre este dado acima mas vamos reforçá-lo com mais pormenores: a sua situação é temporal ou definitiva? Tal como em todas as ocasiões, nos empregos normais também existem momentos menos bons ou situações que nos deixam um pouco mais desmoralizados. Porém, você precisa de entender se essa situação vai acontecer durante um curto período de tempo (menos vendas, chefe que tem estado mal humorado, etc) ou se essa insatisfação tem tudo para continuar (área de negócios em queda, empresa mal gerida, etc). Assim você evitará uma atitude precipitada e que mais tarde poderia trazer remorsos.

Nota: Para saber se a situação é temporária ou definitiva, experimente analisar outras empresas concorrentes e veja se estão todas passando por um mau momento ou se é apenas a empresa onde você trabalha.

Ebook - Ser Freelancer

2. CONTINUA A PROMETER O QUE JAMAIS VAI CUMPRIR

Este ponto posso afirmar com toda a certeza : quando uma pessoa está motivada naquilo que está a fazer, não existem promessas que estão a ser constantemente adiadas. Um profissional que queira realmente ter sucesso na carreira de freelancer não procura desculpas, ele encontra soluções. O mesmo deve acontecer com o seu trabalho. Você está sempre prometendo o que não vai cumprir? Talvez esse seja um dos sinais que esse seu trabalho na empresa deve chegar ao fim. Quando um trabalhador está motivado e quer evoluir, ele é sincero com ele mesmo e fica decepcionado quando não cumpre o que prometeu para si próprio. Já o trabalhador que deve abandonar o emprego atual, fica constantemente adiando as suas tarefas e objetivos, aplicando constantemente a frase: “amanhã eu faço isso”. Até quando você vai ficar enganando a si mesmo?

3. VOCÊ NÃO QUER EVOLUIR NA CARREIRA

Sempre ouvi dizer que trabalhar para um empresa é o emprego mais inseguro que existe e essa uma afirmação que concordo por completo. Afinal de contas, você está sempre dependente das decisões de outras pessoas. Por estes e por outros motivos, é normal que alguns trabalhadores tenham um objetivo em mente: o de chegar a líderes da empresa. É mais seguro, dá a possibilidade de comandar as decisões, etc.

Se você não for uma dessas pessoas, esse é outro dos sinais de que você deve já abandonar a sua empresa. Está trabalhando e esperando o salário ao final do mês? Não existe situação mais desmotivante e insegura do que essa. Ficar esperando o dinheiro cair na sua conta é o mesmo que acordar todos os dias sem vontade de ir trabalhar e ficar olhando para o relógio para saber quando chega a hora de ir embora. Se você sentiu que a sua vida foi descrita nas últimas palavras, está na hora de abandonar o seu emprego atual.

Não perca nenhum artigo sobre Freelancer

Insira aqui o email para receber gratuitamente estratégias para melhorar a sua carreira de freelancer

4. SENTE QUE ESTÁ SEMPRE FAZENDO OS MÍNIMOS

Esta é das piores sensações: sentir que o seu talento não está sendo aproveitado. Eu já senti essa situação e pode ter a certeza que eu acordava todos os dias sem vontade de trabalhar. Aí você não vive, você apenas sobrevive. As pessoas, por norma, gostam de ser levadas aos limites, sentir que as suas capacidades estão sendo testadas e que elas estão em constante evolução. Se na sua opinião o seu trabalho atual não está explorando todas as suas capacidades, pondere abandonar essa empresa.

Dica: Se você gosta de exemplos de superação perante as dificuldades leia este, este e este post. Encontrará excelentes exemplos de pessoas que começaram do zero e que hoje fazem grande sucesso no mundo dos negócios.

sem motivação para trabalhar

5. A SUA ÁREA DE NEGÓCIO NÃO TEM POR ONDE CRESCER

“Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”. Esta frase de Charles Darwin explica bem o que acontece com alguns profissionais, que passam anos e anos trabalhando numa área e que não são capazes de se adaptarem às mudanças. Quem não se adapta às novas exigências é por norma “engolido” pelo mercado. Antes de você ser jornalista ou fotógrafo você é um ser humano. Ok, certamente terá mais gosto por uma área do que outra mas na verdade você é um ser humano que necessita de se adaptar às circunstâncias para sobreviver. Existem inúmeros empresários de sucesso que conseguiram atingir o topo em áreas que nem sequer imaginavam trabalhar quando começaram a sua carreira profissional.

Por este motivo, você precisa de entender se essa sua desmotivação decorre pela falta de evolução na sua área de trabalho. O jornalismo para os jornais sofre desse mal. Atualmente, todos os profissionais desta área que não se quiserem adaptar à web terão muitas dificuldades em conseguir emprego. Por isso, siga a dica: analise bem se a sua área pode evoluir e caso isso não seja possível, este será mais um ponto que você deve tomar em consideração na hora de abandonar o seu emprego a tempo inteiro.

6. FALE COM O SEU CHEFE

Depois de tentar por si mesmo analisar os cinco pontos anteriores, talvez a próxima solução seja mesmo falar com o seu chefe. Tenha uma conversa sincera com ele e explique a sua frustração. Faça uma análise aos últimos anos e conte para ele que a sua falta de motivação surge porque a empresa não está exigindo muito de você, porque não vê metas traçadas a longo prazo, etc. Aí talvez também ajude o dono da empresa a “abrir” um pouco os horizontes e a perceber a real situação dos funcionários.

Dica: Faça uma análise primeiro e prepare todos os pontos que vai abordar. Isso impede que deixe algo por dizer.

7. QUANDO A MUDANÇA É NECESSÁRIA…

Se você já analisou os pontos anteriores e chegou à conclusão de que está na hora de abandonar o seu emprego a tempo inteiro, chegou o momento de definir os próximos passos. Em primeiro lugar conheça todos os riscos que estão associados: perda de rendimentos, falta de um horário que era definido pela entrada e saída da empresa, problemas legais associados, entre outros. Conhecer os riscos é fundamental, pois ajudará a preparar um terreno menos problemático na sua saída. Por norma, dê a si mesmo e à empresa alguns meses para amadurecer a ideia e depois sim poder demitir-se do trabalho atual. Este tempo servirá para organizar a sua vida e também para procurar por novas oportunidades de mercado. De preferência tenha um acordo com outra empresa praticamente fechado.

8. SAIA DA MESMA FORMA QUE ENTROU

Existe uma palavra que é muito importante no mercado de trabalho: a credibilidade. Se você entrou na empresa sendo reconhecido como um profissional educado, organizado e que respeita os direitos dos outros, deve sair da mesma forma. Até porque a última recordação é a que geralmente fica na memória das pessoas. Eu sei que por vezes pode dar aquela vontade de dizer tudo o que nunca disse – afinal de contas você agora não tem nada a perder. Mas mantenha-se calmo e não dê motivos para as outras pessoas criticarem a sua saída.

abandonar trabalho a tempo inteiro

Com todos estes pontos analisados, fica uma pergunta no ar:

Trocar o meu emprego a tempo inteiro pelo trabalho de freelancer pode ser uma boa solução? 

Pode ser claramente uma saída, mas implica que você tenha em consideração vários pontos:

  • A sua área permite que você trabalhe como freelancer?
  • Já teve alguma experiência como freela ou é a primeira vez que pretende trabalhar como tal (Se nunca o fez teve aconselho que não arrisque o trabalho de freela a tempo inteiro, pelo menos por agora).
  • Tem alguma reserva financeira que o permita sustentar nos primeiros meses?
  • Tem algum plano de negócios ou algum plano por onde possa começar?
  • É uma pessoa organizada e metódica, tendo capacidades para realizar tarefas mesmo quando ninguém pede?

A resposta a estas questão podem ser encontradas neste artigo sobre organização financeira ou então em outro post onde falamos sobre as principais dificuldades sobre começar a trabalhar como freelancer a part-time. Pode ler esse mesmo texto clicando aqui.

E você, já abandonou o seu emprego a tempo inteiro? Que dificuldades sentiu? Conte-nos o seu percurso. Certamente será uma mais-valia para os outros leitores!

Abraço

Artigos
Relacionados

Comentários (6) Interações no Twitter (25)

Gostou desse artigo?

Partilhar Comentar

Tweetar Artigo

  • Júnior Gonçalves

    Excelente artigo Luciano! Estou passando por um momento de escolha difícil na carreira e suas dicas foram bem úteis para ajudar a refletir melhor nas decisões importante que estou prestes a tomar, principalmente no que diz respeito ao item 4 da sua lista. Entrei em uma zona de conforto que está me está me deixando maluco por não ter novos desafios no dia a dia, mas que, ao mesmo tempo, sinto uma tremenda dificuldade em sair dela.

    28/02/2013

    Responder
    • Olá Júnior,

      Tudo bem? É um prazer ter você novamente comentando no blog :) Em há alguns anos também me senti assim e aí tive que tomar uma decisão. Na altura pensei que estava maluco e os primeiros meses foram difíceis. Mais tarde, tudo mudou e até chegou o momento em que eu pensei: "mas porque razão não fiz esta mudança antes?". Faça um bom planejamento e parta para a mudança. Se não o fizer, garanto que mais tarde vai ficar pensando nessa falta de coragem :)

      Abraço!

      03/03/2013 Luciano Larrossa

      Responder
  • MarcosNogueira

    Gostei muito do artigo Luciano, especialmente pq, estou cogitando a ideia de trabalhar
    de freela. Evidentemente, que estou me preparando para esta empreitada ha algum tempo
    e ainda vou continuar me preparando.
    Já estou trabalhando de freela nos horários vagos, sei que é um pouco cansativo, mas é a maneira que descobri, para me preparar e ainda ganhar um extra.
    ate breve!!

    28/02/2013

    Responder
    • Marcos,

      Obrigado pelo comentário! Pelo que você me disse no comentário parece estar seguindo os passos certos e fico contente por isso :) Boa sorte para esse desafio! :)

      Abraço

      03/03/2013 Luciano Larrossa

      Responder
  • Viller Júnior

    Olá amigos do escolafreelancer e Luciano, dificilmente comento mas estou sempre lendo os conteúdos. Este artigo (posts) é de fato uma realidade minha e posso afirmar que passei por tudo isso, hoje sou freelancer, empreendedor individual e muito feliz por sinal, acho que devemos ter nossas escolhas sabendo dos riscos e sem arrependimentos, acreditarmos em nós mesmos e ter perseverança e claro fazer o que gosta. Sair da empresa no momento certo é difícil de saber mas uma coisa é certa: só sabemos os resultados tentando, melhor aprender com os erros do que morrer sem ter tentado, afinal ninguém nasce sabendo de tudo nem adivinhando futuro. Obrigado pelo o excelente conteúdo abraço a todos.

    05/03/2013

    Responder
  • Lineu Camargo

    Conseguir isso, é mais do que vencer na vida kkkk

    20/03/2013

    Responder

Deixe seu comentário

Seu Gravatar

Para você partcipar dessa lista tem de estar cadastrado no Twitter. Cadastre-se agora!

Rede Escolas Plus

  • Psicologia

    Artigos sobre Psicologia, Motivação e muito mais, de uma forma prática e simples que lhe permitem melhorar a sua vida pessoal e profissional.

  • Criatividade

    Melhore a sua Criatividade através de tutoriais de desenvolvimento web, webdesign, dicas de inspiração, e muito mais.

  • WordPress

    Torne seu WordPress numa verdadeira máquina com nossos artigos, templates exclusivos, plugins e tutoriais totalmente em português.

  • Dinheiro

    Aprenda como ganhar dinheiro na internet com sites e blogs, usando anúncios do Google, Programas de Afiliados, Email Marketing e muito mais.

  • Apostas

    Gostava de ganhar dinheiro com seus palpites sobre esportes? Siga nossos tutoriais e dicas sobre como fazer apostas esportivas.

Subscribe to our mailing list

* indicates required Email Address *